Sentada na Pia

Porque esse poderá ser o último recurso de um pai e uma mãe de primeira viagem na Coreia do Sul…

Balanço dos 8

8 meses de Filhota. Não sei o por quê, mas me fizeram parar para pensar em um monte de coisas diferentes.

No fim de semana estávamos eu e o Renato conversando sobre isso. Eu comentei sobre como a Beatriz estava exponencialmente fazendo coisas novas, e que em alguns dias ela JÁ completaria 8 meses. Ele me disse que não achava que tinha passado rápido demais ou devagar demais, mas que tinha passado o tempo “certo” (papo louco esse!), mas que para mim deveria ser diferente, já que eu passo o tempo todo com ela.

Bom, eu não sei mensurar. Às vezes paro e penso como passou rápido. Às vezes, como está passando devagar. Independente da velocidade, foi assustadoramente assustador pensar que há 8 meses eu troco fraldas todos os dias, que eu amamento diariamente, que eu não consigo ter uma noite de sono completa e que acordo pelo menos duas vezes durante a madrugada, que escuto um bebê chorar por motivos diversos (e antes não identificados) todos os dias. Pensando nesses números eu até tive falta de ar. Mas a verdade é que nada disso tem muito peso.

Muitas mães dizem que a gente se esquece das coisas pelas quais passamos, mas acho que não é o caso (ainda mais no meu, que está tudo registrado, e apesar de que comecei o diário a partir do segundo mês da Beatriz, eu tenho um diário com horários de cada respirada que ela deu, desde que chegamos em casa por um mês). Sim, dá vontade de arrancar os cabelos e se jogar da janela às vezes. Mas ver cada lágrima, cada gota de suor, cada larica por açúcar, cada cabelo contribuindo por ralos entupidos, cada noite mal dormida – tudo – sendo transformado em um bebê FELIZ é tudo o que eu gostaria que acontecesse. Poder usar os cinco sentidos para confirmar o fruto do nosso trabalho não tem preço.

Aos poucos vou retomando meus outros papéis na vida. Chegou o momento de colocar o papel de mãe no lugar reservado para ele, ao lado dos outros. Ele ainda ocupa a cadeira VIP, mas a mulher que gosta de fazer as unhas todas as semanas, a esposa, a profissional que precisa de reciclagem, a devoradora de livros, a blogueira do Iacobus, a apaixonada por cozinha, a “malhadora”, entre tantas outras Selmas, precisam voltar à tona. Lentamente isso vem acontecendo. Há duas semanas eu saí com algumas amigas para um jantar; consegui terminar um livro que não falava sobre bebês e seus cocôs; decidi retomar o Iacobus; tento cozinhar algo diferente todas as noites. E sei que quanto mais fizer, mais papéis adormecidos acordarão.

Muito bom saber (e sentir) que tudo se encaixa.

Anúncios

30/09/2009 - Posted by | colcha de retalhos

12 Comentários »

  1. a diferença é que agora você é todas essas Selmas com um plus de mãe de um bebê apaixonante, né? Porque é isso que a Beatriz é pros leitores do blog: um bebê apaixonante. Parabéns pelos 17 meses sendo mãe!!
    Beijinho

    Comentário por Patrícia | 30/09/2009 | Responder

  2. Isso sem contar na mudança de rotina que começou ANTES do nascimento né… se somar tudo, sua vida não deve ser a mesma há mais de um ano! o.O

    Comentário por Henrique Teixeira | 30/09/2009 | Responder

  3. Sel,

    É exatamente assim que me sinto…
    Saber que quanto mais o tempo passa, mais nos sentimos completas…

    Um beijão.
    Saudades de vc.

    Comentário por Aninha | 30/09/2009 | Responder

  4. Selma,

    como eu disse várias vezes aqui.
    Tudo se ajeita…
    Vale a pena? CLARO QUE VALE.
    E a Beatriz não vai ser um bebê para sempre.
    Aos poucos as prioridades mudam e ter um filho é um eterno aprendizado, não para.
    Hoje ela é completamente dependente, daqui há pouco ela está se virando sozinha: tomando banho, escovando os dentinhos, escolhendo a roupa (essa é muito legal) e sozinha…

    É a vida…

    Bjk

    Comentário por Isabel | 30/09/2009 | Responder

  5. Na realidade filhos são tesouros de aprendizagem. Nada mais completo para uma reciclagem total de nossas vidas. Aprenda muito e não se esqueça de viver intensamente cada momento. Vale muito à pena! Beijos e sorte como eu tive (até o momento ) com os meus tesouros.

    Comentário por marta | 01/10/2009 | Responder

  6. Ah Selma, parece que de pouco a pouco a vida vai se ajeitando, as coisas vao se encaixando e a gente vai descobrindo o rumo né!!
    Estou sentindo que minha fase (que chamo de hibernação) està passando e começo a enxergar novamente o mundo!
    Fico feliz de saber que vc esta assim tambem, pois realmente esse periodo é muito marcante, cansativo e estressante.
    Fico so esperando qdo chegara a fase do “esqueci e quero tudo de novo”, alias, se chegar, pq pra isso minha memoria é de elefante!!
    Beijos

    Comentário por Laura | 01/10/2009 | Responder

  7. Selma, para mim é surpreendente a riqueza de detalhes que vc menciona. Já não é para o Dennys, que diz “essa é a Selma” rssss. Mas depois desse último post, só posso dizer que não é fácil ser mulher. Minha mãe costuma dizer, que recebemos essa carga toda, porque somos confiáveis, somos capaz…… mas quem falou que queríamos ser tão capazes assim, não é? rsssssssss. Força mulher! Vc está sendo ótima. beijão, Fabi.

    Comentário por Fabiana | 01/10/2009 | Responder

  8. Todas a mães de repente se perguntam isso. As vezes nem é preciso ser mae pra parar e pensar… Bom, pelo menos você mudou a literatura dos cocos pra outros assuntos ^^
    Como disseram ali, o perfil “mae” tomou a liderança sobre as outras Selma’s, mas logo vai ficando no mesmo patamar que as outras. ^^
    O tempo passa rapido mesmo! Daqui a pouco, a Beatriz está
    batendo a porta do quarto e reclamando que vocês não a entendem xDD

    Comentário por Deborah | 02/10/2009 | Responder

  9. Uma coisa que já falaram aqui e eu tb já devo ser mencionado é o quanto as palavras de vocês [as suas e as do Renato] encantam. Mas por razões óbvias eu acabo me encantando demais com as suas e por vezes me vejo querendo passar por isso pra poder sentir tudo também… Sabe como é? Não sei, é difícil explicar. Seus relatos cativam a gente. Parabéns não só à Beatriz pelos oito meses mas a você também pelo ‘mais de ano’ da nova parte da Selma, a Selma Mamãe.

    E força na peruca, agora que tudo vai voltar aos eixos! ^^ Selma hwaiting – todas as partes dela! ahahahaha ^^

    Comentário por Marlene | 03/10/2009 | Responder

  10. Tia, eu que vivo essa experiência há 3 meses assino embaixo. Tudo de ruim fica pra trás quando a Izabel olha para mim e abre um sorrisão banguela ou começa a balançar os bracinhos desesperadamente para vir no meu colo. Não há nada melhor nesse vida. Quanto a nós, a gente vai se achando.
    Um beijo grande!!!

    Comentário por Carlinha | 04/10/2009 | Responder

  11. Bem vinda! E acho que você tem feito muito bem 🙂 Besitos

    Comentário por Bianca | 07/10/2009 | Responder

  12. Sabe…Vc bem sabe que não tenho filhos, mas tenho muitas amigas que os tem, então posso falar um pouquinho, mesmo sem ter propriedade para tal!!!
    As pessoas realmente se esquecem dos momentos de dor ou angústia que passaram, e registram os momentos felizes…Provavelmente se você perguntar para alguém que teve um filho algum tempo atrás, ela irá dissertar feliz sobre este momento, esquecendo tudo de ruim que passou, simplesmente porque o que nos move é o amor, e uma criança gerada pelo amor, faz com que qualquer dor ou angústia fique pequena…Mas os registros servem para a melhora do coração, de tudo o que passamos e de como conseguimos superar tudo aquilo!!
    E se nestas novas Selma’s sobrar um tempo para escrever para mim, estou com muitas saudades de nossos papos!!
    Dia desses liguei para vc…Não sei se ouviu meu recado na secretária…Senti saudades!!

    Bjs

    Comentário por Lu - Eterna Funcionária da Patroa | 14/10/2009 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: