Sentada na Pia

Porque esse poderá ser o último recurso de um pai e uma mãe de primeira viagem na Coreia do Sul…

Seleta de Legumes

Cena 1:

Com o Rê na China e o carro na garagem, resolvi ir ao supermercado. Depois da mamada, encaçapei a Beatriz no bebê conforto e lá fomos. No caminho, o chorinho de “cadê a minha mãe que eu não tô vendo”; perdi a conta de quantas músicas tive que cantar. Pelo menos deu certo.

Chegando lá, o desafio: colocá-la no carrier e torcer para ela não dar piti. Pois não deu. Ficou uma mocinha, sendo paparicada por todas as ajummas que trabalham no Kim’s Club. Distribuiu sorrisos, e quando estava passando pelo caixa ela dormiu. Estava tão cansada que nem acordou quando eu a coloquei no carro.

Bom sinal…

Cena 2:

Após adentrar a hora cinzenta (algo em torno das 5 da tarde), hora a qual nada está bom e Beatriz chia mais que porta velha, resolvi que o melhor seria darmos uma caminhadinha pelo condomínio. Saindo do prédio havia 3 crianças brincando: Beatriz já as viu de longe e quase sai do colo de tanto sacudir as pernas. Chegando perto das crianças, Beatriz se pôs a gargalhar de uma forma que eu nunca tinha visto. Foram 10 minutos olhando para as crianças e rindo. Uma graça!

Bom sinal…

Cena 3:

Hora do banho na hora cinzenta. Beatriz quer que eu cante e dance a música do banho do Castelo Rá-tim-bum milhares de vezes. Saio cantando e pulando do quarto para pegar a banheira, ela chora; volto, ela pára; saio novamente para pegar a água, ela chora; seis viagens para encher a banheira, seis pitizinhos. Na terceira viagem, ela resolve que quer comer de novo. Ok, parada para a segunda fase do jantar.

Finalmente o banho. Ela brinca com os bichinhos na água enquanto eu aproveito as deixas para lavar o que precisa ser lavado. Pego a toalha-fralda para secar o cabelinho dela e deixo-a cair dentro da banheira. Mas que fezes! A outra seca está do outro lado do quarto. Deixa prá lá, vai ser transferência para a toalha na cama sem pré-enxugar. Quando estou tirando a Beatriz da água, ouço um barulho de torneira aberta: é a água da banheira vazando pelo tampão – que eu me esqueci de apertar por causa do stress em encher a banheira – e inundando o quarto. Larga bebê na cama, saí correndo prá pegar panos de chão. Beatriz berra, o quarto inundado, leva banheira pro banheiro, joga 12 panos no chão para absorver a água, Beatriz berra mais, panos não dão conta, mais berreiro, vai buscar mais panos, berreiro pára, inundação contida.

Volto correndo para trocar a Beatriz e a encontro rindo. Aí sobe aquele cheiro que já conheço bem: fez cocô na toalha. É rir prá não chorar…

Ainda tô procurando o sinal…

Anúncios

20/05/2009 - Posted by | Beatriz, diário

20 Comentários »

  1. Isso é só o começo da intensa vida de mãe! Sorte e beijos!Só rindo para não chorar.

    Comentário por marta | 20/05/2009 | Responder

    • Eu decidi rir. Só tá difícil segurar as rugas!!

      Comentário por Selma | 04/06/2009 | Responder

  2. guarda bem essa historia, quando ele tiver 10 anos e entender vais ter que repetir diversas vezes
    adorei essa de cantar no carro
    beijos

    Comentário por araci | 21/05/2009 | Responder

  3. Selma,
    Eu sei muito bem tudo isso que você relatou.
    A Giovana andava de carro e abria o berreiro, eu até cheguei a pensar algumas vezes a não sair mais de casa sozinha, dirigindo com ela porque era um pesadelo. E lá ia eu também, cantando todas as músicas infantis do meu repertório e algumas além, inventadas, para ver se obtinha algum êxito, mas, às vezes, só parando o carro esmo para que ela parasse de chorar.
    Até que um belo dia ela cresceu e então parou de chorar no carro, mas começou a chorar à noite.
    Aí meu Deus, é um mistério.
    Quanto à hora cinzenta, sei tambem o que é isso, quando começa a anoitecer o dia chega a dar dorzinha na nossa barriga pois não sabemos como será a reação das meninas né?
    Mas, minha querida amiga, eu tenho a alegria de lhe informar que isso passa. FELIZMENTE.

    Esta noite sonhei com veocês, que vocês estavam aqui, estou super feliz em saber que em breve verei vocês e poderei pegar a LINDA BEATRIZ no colo.

    Beijos aos três.

    ANDRÉA, JUNIOR E GIOVANA.

    Comentário por andrea trautmann | 21/05/2009 | Responder

    • O importante é não desistir. Vai chegar um momento em que o bebê vai entender que não há outra alternativa…

      Comentário por Selma | 04/06/2009 | Responder

  4. cORRIGINDO, ANOITECER O DIA????

    Comentário por andrea trautmann | 21/05/2009 | Responder

  5. cORRIGINDO, ANOITECER O DIA???? Apaga isto tá amiga, quando começa anoitecer, é que é tanto chororo que eu fico louca.

    Comentário por andrea trautmann | 21/05/2009 | Responder

    • Tá entendido! Imagina que eu vou apagar a trapalhada!!!

      Comentário por Selma | 04/06/2009 | Responder

  6. Tive que rir com você! Bjs

    Comentário por Marcela | 21/05/2009 | Responder

    • Pelo visto você já passou por algo semelhante…

      Comentário por Selma | 04/06/2009 | Responder

  7. Selma,
    realmente a Bia ta ligada no 220…hehehe
    E parece que vc vai ter que ligar no 220 para acompanhar o ritmo dela…ééééééééééééééééééé

    BJK

    Comentário por Isabel | 21/05/2009 | Responder

    • A Beatriz é TRIFÁSICA, isso sim…

      Comentário por Selma | 04/06/2009 | Responder

  8. eh eh eh … (to rindo pra nao chorar) … eh eh eh … ;o)

    Comentário por Helder | 21/05/2009 | Responder

  9. hahahahahahaha desculpa, Selma! Vou ser obrigada a me juntar com a Beatriz pra rir dessa história! Que danadinha tá a tua pequena!! mas imagina, podia ser pior: ela podia ter feito cocô na toalha e estar chorando desesperadamente!! Viu? Sempre dá pra piorar!!

    Comentário por Patrícia | 21/05/2009 | Responder

    • Verdade, Pati. Aí eu não teria motivos prá rir… 😦

      Comentário por Selma | 04/06/2009 | Responder

  10. hahahaha que piada!!!
    Foi mal, mas enquanto não tenho filhos eu só posso rir!!! =D
    Acho que se a Beatriz fosse menino ia finalizar com um xixi mirando na sua cara! hehe
    Beijos e boa sorte por aí!^^

    Comentário por deprosanacoreia | 21/05/2009 | Responder

    • Do mal do xixi na cara eu não sofro!!!

      Comentário por Selma | 04/06/2009 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: