Sentada na Pia

Porque esse poderá ser o último recurso de um pai e uma mãe de primeira viagem na Coreia do Sul…

Minestrone

Assuntos diferentes que no final estão todas interligadas em um caldeirão só. Minestrone.

*************************************

Beatriz dormiu a noite passada por 8 horas seguidas, o que me deu algumas horas a mais de sono contínuo. Mamãe agradece, filhota!

*************************************

Quem me conhece um pouco sabe da minha aversão por erva-doce. ODEIO erva-doce. É um ódio daqueles de ter vontade de vomitar só de sentir o cheiro. Chá de erva-doce, salada de erva-doce, erva-doce no bolo de fubá, Arak, Absinto, anisete, bala de anis… tudo isso é motivo para me sentir muito, muito mal. Por 24 anos da minha vida eu tentei entender o por quê da minha aversão. Eu parecia a única pessoa da face da Terra que detestava erva-doce.

Então, um dia, eu acabei por descobrir o motivo. Um pouco antes da minha mãe morrer, estávamos no hospital. Era o meu dia de vigília, e o chá da tarde havia chegado. Eu estava naquela luta inglória de fazê-la comer achando que ela iria melhorar, então eu ficava entre as macaquices e as broncas para que ela engolisse a comida. Enfim, fui colocar o chá no copo para ela tomar, e eis que aquele cheiro me sobe às narinas.

– Credo! Chá de erva-doce! Argh!

– Ah, filha, mas você gostava tanto quando era pequena…

– COMOÉQUEÉ?

– É, você tomava sempre!

– Mãe, não é possível. Eu ODEIO erva-doce. Não posso acreditar que um dia eu tenha gostado disso.

– Bom… tenho uma coisa prá confessar prá você. É sobre a sua aversão por erva-doce.

– …

– Quando você nasceu, uma enfermeira lá da Pró-Matre me ensinou como fazê-la dormir a noite inteira: era só dar uma chuquinha de chá de erva-doce bem docinho à noite. E funcionou.

– Patz, agora tudo faz sentido! Eu tive uma overdose de erva-doce quando bebê!

*************************************

Minha mãe só conseguiu me amamentar por 2 meses. Depois disso, o leite misteriosamente secou.

*************************************

Temm algumas coisas na vida da gente que só vão fazer sentido depois de muito tempo. Eu tinha dois “grandes” mistérios na minha vida: o da erva-doce foi decifrado naquele quarto de hospital; o da secagem do leite da minha mãe, eu ficava com a versão do “inexplicável, é assim mesmo”. Depois de virar mãe e começar a entender um pouco mais sobre esse universo, fez-se a luz para mim: sem saber, minha mãe deu início ao meu desmame, logo quando eu nasci, já introduzindo os chazinhos salvadores das noites de sono.

Longe de mim criticar quem dá ou deu chás aos seus bebês. Cada um tem um modo de criar os filhos, e não tem certo ou errado: tem somente aquilo que o coração de mãe diz. Mas (acho que) minha mãe entrou em uma ciranda que culminou com a secagem do leite. Aquele chazinho salvador fazia com que eu dormisse a noite toda; dormindo a noite toda, obviamente eu não acordava para mamar; não mamando, eu não estimulava o suficiente a produção de leite; e o leite ia diminuindo, eu ficando com fome, a mamadeira foi introduzida, dá-lhe chazinho à noite, e enfim, as tetas secas.

O chazinho também deve ter feito parte dos meus dias de cólicas. Tenho a impressão de que tive muita, porque foi uma criança constipada por bastante tempo (eu tenho péssimas lembranças, mas passou!). Mais contribuições para o leite da minha mãe ter ido embora (penso eu).

Eu sei que essa coisa do leite secar não é uma ciência exata. Há mães que dãos chás e sucos aos seus bebês, e ainda tem leite vazando para amamentar a vizinhança; outras seguem a amamentação exclusiva, e o leite seca sem explicação aparente; outras ainda, que se enquadram nas estatísticas do desmame precoce, porque introduziram algo diferente do leite muito cedo. Não sei qual foi o caso da minha mãe, o leite secou e pronto. Mas números são números, fatos são fatos, e como tenho o objetivo de seguir com a amamentação exclusiva até os 6 meses, prefiro não arriscar.

E, se por algum problema, for necessário introduzir algo diferente de leite para a Beatriz antes dos 6 meses, não vou me sentir menos mãe por isso. Afinal, haja energia para produzir leite para um Bebê Gulliver como a nossa filhota!

Anúncios

08/04/2009 - Posted by | colcha de retalhos, diário

3 Comentários »

  1. SELMA,
    o meu leite secou com 3 meses.
    Saiu a carta de crédito da Caixa Federal bem no dia que o Matheus nasceu. (A funcionária da Caixa me ligou e eu estava indo para o hospital Santa Joana, disse que não podia ir ao banco, que ia ter bebÊ…sabe o que ela falou? :- A senhora não pode transferir esse compromisso seu para outro dia? É que tem que pegar a carta de crédito hoje…CARAMBA!!! SEM COMENTÁRIOS…POVO COMPETENTE É OUTRA COISA!)
    Depois de conseguir fazer a cidadã entender o que é ter um bebê ela marcou para ir buscar a carta de crédito para a semana seguinte, daí começou a correria para procurar e comprar casa, eu passando mais tempo fora de casa, ele mamando menos e um dia ele mordia e puxava tanto o bico do meu peito que eu fui reparar que não saia mais nada e ele gritava de fome, tadinho…
    Acontece…

    Comentário por Isabel | 08/04/2009 | Responder

  2. Leite secar é mais comum que se pensa, por muito tempo tive remorsos, pois o meu secou com 20 dias, só bem mais tarde vim a saber que seca tambem sem a mãe se stressar, seca por motivos ainda não explicados pela medicina.
    Mesmo assim a Ticiana foi bebe Gulliver como fala voce.
    Beatriz esta cada vez mais linda, é uma alegria para mim. Todo dia entro aqui para ver as fotos, e olh que não tenho porque te puxar o saco, ela é linda mesmo pode crer.
    Tenho pena do Renato quando começarem os namorados.
    mil beijos para vcs

    Comentário por araci | 09/04/2009 | Responder

  3. Oi Selma… aqui num teve 1 gota de cha, nada de agua, nada de papinha aos 4 nem aos 5, enfim, amamentação exclusiva.

    Tanto que agora ela faz careta e tranca a boca pra td que ofereço… e sinceramente, não tenho arrependimento nenhum.
    Talves se eu tivesse mãe, avò, vizinho, tio, parente por perto acabaria dando por uma questao de “tradição”.

    Beijos

    Comentário por Laura | 09/04/2009 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: