Sentada na Pia

Porque esse poderá ser o último recurso de um pai e uma mãe de primeira viagem na Coreia do Sul…

Recomeçar

A Michele, mãe do Luigi e ex-colega de trabalho da GM, me escreveu uma carta dividindo sua vida nesses quase 12 meses no papel de mãe. Uma carta muito intensa e emocionante.

Em um certo momento ela diz algo que faz muito sentido. Ser mãe é entregar a alma ao filho. Sem a entrega da alma, não funciona. Verdade, muito verdade.

Parei para pensar. O xis da questão é: como entregar a alma? Bem, se a alma é o que temos de mais íntimo, então para a entrega é preciso se despir por completo. Despir-se do corpo que tanto lutamos para manter em forma, despir-se do conhecimento, dos diplomas, do sucesso na carreira, e tantas outras coisas. Aí sim a alma vem à tona, pronta para ser entregue ao nosso filho.

Se mãe é o único papel na vida da mulher que exige que os contadores sejam zerados. Não importa o quanto se estudou, o quão inteligente e perspicaz se é, se é rica ou pobre, se é uma alta executiva ou uma empregada doméstica: todas, na escola da maternidade, começam analfabetas com uma folha de papel em branco na frente, um lápis e uma borracha verde, daquelas que mancham o papel quando a usamos e nos lembra sempre de que cometemos um erro. Quanto mais manchado o papel, mais certeza de que os erros mostraram o caminho do acerto.

Dar-se conta disso demora. Mas quando acontece, as coisas ficam muito, muito mais fáceis. As prioridades se realinham, a noção do tempo muda, e vem a certeza de que tudo aquilo que foi engavetado será retomado no momento certo.

Entregar a alma é 90% do caminho andado. O resto vem de carona…

Michele, sua carta foi um presentão! Beijo no coração!

Anúncios

14/03/2009 - Posted by | colcha de retalhos

6 Comentários »

  1. TENHO CERTEZA QUE SUA ALMA JÁ É DE BEATRIZ . BEIJOS QUERIDA!

    Comentário por marta | 14/03/2009 | Responder

    • Sem dúvida, mas quando a gente toma consciência disso tudo fica mais fácil!

      Comentário por Selma | 17/03/2009 | Responder

  2. A nossa alma já é do nosso filho, mesmo antes dele sair da nossa barriga.
    Talvez demore um pouco para aceitar ou identificar esse fato, pois é um fato, e contra fato não há argumentos, certo?
    Se doe, se una a ela, sinta isso…é maravilhoso!

    Comentário por Isabel | 16/03/2009 | Responder

    • Certíssimo! De novo: é muito bom quando a coisa fica consciente.

      Comentário por Selma | 17/03/2009 | Responder

  3. Que bom poder retribuir um pouco do que vcs fizeram por mim. O intuito foi de ajudar mesmo, pois como vc diz o mais difícil é manter a mente sã neste período. Vcs merecem toda a felicidade do mundo, e continuo aqui na torcida e com o tempo acredite, tudo vai ficando mais leve… Beijo no coração de todos vcs, e sempre que quiser, contem comigo! Super beijo com saudades!!!

    Comentário por Michele | 17/03/2009 | Responder

    • Obrigada novamente, Mi!

      Comentário por Selma | 25/03/2009 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: