Sentada na Pia

Porque esse poderá ser o último recurso de um pai e uma mãe de primeira viagem na Coreia do Sul…

Sucumbir ou não, eis a questão

Beatriz está meio… inquieta. Os últimos dias tem sido estranhos, pois uma hora ela está bem, e na outra se põe a chorar sem motivo aparente. É óbvio que existe um motivo, mas minha miopia materna não me deixa enxergá-lo ainda.

Já chegamos à conclusão de que é cansaço. Mas a Bichinha é duro na queda, e além de não dormir sozinha, ela resiste a todas as formas de ninar conhecidas. Depois de muito berrar e de inchar seus dois olhinhos, ela finalmente pega no sono do nada. Às vezes ela pega no sono quando estamos para cá e para lá, às vezes quando está deitada, às vezes quando resolvo enfiar a teta na boca dela só para conferir se não é fome. Padrão de repetição ZERO.

Aí eu penso seriamente em tascar-lhe uma chupeta para acalmá-la. Mas a confusão é grande. Os livros americanos dizem para fugir da chupeta e deixar o bebê achar o próprio dedo. No Brasil, dizem que é melhor dar a chupeta do que o bebê achar o dedo. E outras facções dizem que nenhum dos dois presta. Carácoles, maternidade definitivamente não é matemática…

Lanço a enquete: o que vocês fizeram? Sucumbiram à chupeta? Em que momento? Alguma experiência com o dedo? Valeu a pena?  E as consequências?

Não sei o que farei. Tentarei resistir ao máximo, mas queria ouvir algumas opiniões…

Ai, Beatriz… Acho que vou começar a ter colocar sentada na pia…

Anúncios

09/03/2009 - Posted by | colcha de retalhos

16 Comentários »

  1. Eu fiquei na mesma duvida… ai pra acabar de “ajudar” a primeira pediatra disse que tinha que dar sim, e falou isso num tom tão imperativo, junto com tantas outras bobagens, que não dei so pra fazer piraça. E não me arrependo, pois tenho nojo.

    Quase perdi pra chupeta, chega uma hora que a gente cansa, mas rapido Bebeocinha achou o dedo. Eu prefiro pois caso ela perca ele no meio da noite logo ela acha.

    Quase que foi maior que o post, mas tai um pitaco.
    Bjss

    Comentário por Laura | 09/03/2009 | Responder

  2. Oi Selma, aqui vai o comentatario com a nossa experiencia e a explicacao da Tati… Partimos para o uso da chupeta quando o Santiago ja tinha umas 8 semanas, teve pesquisa e a informacao de que uma vez o bebe ja tenha estabelecido o padrao de succao na teta a chupeta nao sera ruim e nao causara confusao com os diferentes ‘bicos’ no processo de amamentar, alem disso encontramos que a chupeta e’ um meio de tranquilizar e relaxar o bebe. Mas cuidado, deve-se utilizar a chupeta para acalmar e nao para calar um bebe que esta chorando, os pais precisam aprender a escutar o choro do bebe para saber o que ele esta precisando (ex: comida, fralda, frio, calor, cansado da mesma atividade, etc). Outra coisa que descobrimos, muitos bebes durante os primeiros meses passam por uma hora do dia (normalmente no final da tarde) em que nada os agrada, choram e nao estao precisando de nada, essa hora e’ chamada em espanhol de ‘la hora gris’ ou hora cinza, e a unica coisa que podemos fazer e’ dar a chupeta e esperar passar. Outra referencia, num futuro deixar de chupar o dedo pode ser tarefa muito mais dificil do que remover a chupeta, e na fase da denticao o dedo atrapalha muito mais do que uma chupeta de boa qualidade… Esperamos ter ajudado. Abracos da familia canguru!

    Comentário por Helder | 09/03/2009 | Responder

  3. Tasca logo a chupeta. Caso ela rejeite aí é diferente. Aqui em casa um foi adepto do dedo e outro da chupeta. Ambos largaram super bem os dois. Às vezes não devemos ficar lendo muito e temos que partir para práticas não muito perfeitas aos olhos de pediatras e escritores que às vezes nem tem filhos. A mesma coisa penso da água e do chá: nossos ancestrais davam e era tudo de bom. Pense bem. Beijos!

    Comentário por marta | 09/03/2009 | Responder

  4. Selma, eu mesma usei chupeta até os sete anos de idade, e hoje sou uma pessoa centrada e equilibrada (ou quase…hehehe).
    Já meu filhote recusou-se a usar a dita cuja, e não foi por falta de tentativas maternas. Experimentei desde as super-ultra-modernas e anatômicas, testadas por cientistas da NASA, até aquelas baratinhas que a gente encontra em qualquer farmácia da esquina dentro de grandes potes de plástico.
    E nada… o danado não quis saber.
    Ah, só para sua informação: dizem que a chupeta deforma a arcada dentária e a criança mais tarde tem que usar aparelho nos dentes. Mito! Meu filho, mesmo sem nunca ter feito uso de chupeta ou dedo, teve que usar aparelho.
    Portanto, desencana! Faça uso da chupeta e deixe elazinha decidir se gosta ou não.
    Bjs.

    Comentário por lucy in the sky | 09/03/2009 | Responder

  5. Já tem um tempo que acompanho o gonadotrofina e agora cheguei aqui. Olha, eu acho um horror essa patrulha da chupeta que o povo criou com o tempo. Eu sou uma ex-chupadora inveterada até os 5 anos ( só para dormir,mas abafa) que nunca usei aparelho nos dentes e só recebo elogios pela ótima dentadura. Acho que tudo é muito relativo mas se usada com parcimônia pode ser um bálsamo para mãe e bebê. Eu dei pra minha filha logo na maternidade porque já estava exausta e ela chupou chupeta até os 2 anos e meio mais ou menos. Sempre, desde o começo, chupeta era só para acalmar e para dormir. Nunca deixei ela durante o dia de chupeta na boca e ela mesmo sabia guardar embaixo do travesseiro. A retirada foi facílima, já com o entendimento de uma mocinha de 2 anos, conversei sobre uma fada que recolhe as chupetas das cria’ncas que não precisavam mais dela. Cocordou sem problemas e voilá, deixou de usar de um dia pro outro. Agora se fosse o dedo não sei como faria, o que escuto é que a chupeta vc pode tirar mas o dedo vai estar sempre ali. Bom, essa foi minha experiência. Abraço, Marcela

    Comentário por Marcela | 09/03/2009 | Responder

  6. Oi Selma !!

    A Ísis quando era recén nascida (aliás, até hoje com 7 meses), sofria (sofre) de refluxo. Ela chorava demais por causa da azia que lhe queimava a garganta. Após dois ou três meses resistindo à chupeta, conversamos com o pediatra dela se era aconselhável dar chupeta para acalmá-la. Ao que ele respondeu: – Os pediatras não aconselham, mas eu criei meus três filhos com chupeta. Ou seja, a teoria reza uma coisa, mas a prática é bem outra. E posso te dizer que com a chupeta (e a ajuda dos remédios anti-ácidos, anti-refluxo), ela ficou bem mais calminha. Sem contar que foi com a chupeta que eu consegui definir horários para a pequena. Hoje ela tem horário para mamar, para comer as papinhas, tomar suquinho e até fazer suas pequenas necessidades (as vezes, nem tão pequenas assim, ehehehe), e com isso, facilitou muito nosso dia a dia. Quanto as opiniões diversar dos profissionais da área, vá se acostumando. Se vc for a dez pediatras diferentes, todos os dez terão diferente opiniões sobre o mesmo assunto. A gente tem que escolher uma e ser feliz. Afinal, ninguém (mas ninguém mesmo) conhece o bebê mais do que a mãe!!

    * Só um adendo; a Ísis já desistiu da chupeta por conta própria.

    Beijinho para vc e fico super feliz em poder ajudar!

    Comentário por Fátima | 09/03/2009 | Responder

  7. Oi Selma, tive 2 experiências diferentes aqui em casa. Grávida do meu 1o filho, eu batia os pés e dizia ‘chupeta, jamais’. Ganhei uma de presente de uma amiga e, pra não jogar a chupeta novinha fora, encostei num canto. Aí meu filho nasceu e meu leite levou um tempão a descer. Meu filho resolveu que queria passar dia e noite mamando no meu peito. Eu não dormia e ficava cansada e irritada c/ uma criança pendurada em mim o dia todo (ou chorando, mas eu nunca consegui deixar criança chorar). Aí sucumbi à chupeta. E foi tããão bom, tão aliviante, pois qdo ele queria chupetar ele tinha a chupeta, e qdo era fome ele não se deixava enganar, tinha que ser o peito mesmo! Nas horas de manha, de sono, chupeta é um sossego. Eu sempre cuidei pra ele não passar o dia de chupeta na boca, era só na hora de dormir ou qdo nada mais servia. Ele chupou chupeta até 2 anos e 1/2. Foi um pouco difícil de tirar, mas c/ alguma insistência deu certo. Mas eu percebi que os dentes dele já estavam começando a ficar pra fora, e depois que tirei a chupeta, em alguns meses eles voltaram ao normal. Não sei como teria sido se ele tivesse ficado mais tempo.
    Já com minha filha, tinha um estoque de chupetas esperando por ela. Aí ela nasceu e qdo começava a chorar eu tascava a chupeta. Mas aos poucos fui percebendo que ela não fazia a menor questão da chupeta, ela não reclamava qdo estava sem e não procurava qdo caía da boca. Aí me resignei mais uma vez (mas agora do contrário) e desisti da chupeta. Com ela foi mais difícil, pois na hora do sono, da manhã, tinha que consolá-la na base do colinho, do aconchego, balançando pra lá e pra cá pra tentar conter o choro. Mas tb sobrevivi. Então tem que ver o que funciona pra sua Beatriz.
    Qto à questão dedo x chupeta, eu tenho pavor de dedo. Acho q a chance de entortar os dentes c/ dedo é muito maior do que c/ chupeta, dedo é mais sujo (não dá pra esterilizar) e tenho um exemplar adulto muito próximo que chupa dedo até hoje. Uma época a Isabella ensaiou de chupar dedo e eu arrepiava só de ver, imaginando o futuro. Ainda bem q ela desistiu rapidinho! :S
    Bjs e boa decisão!

    Comentário por Karina | 10/03/2009 | Responder

  8. Selma a Beatriz é linda, que Deus os abençoe, continue amamentando, esta é a melhor fase e com o tempo vocês duas vão descobrindo qual é o melhor caminho a seguir.
    Quanto à chupeta ou o dedo, faça o que seu coração de mãe mandar, a Giovana também chorava desta forma, do nada e sem parar, eu ficava apavorada, mas ela nunca chupou chupeta e nem o dedo, uma porque eu não dei e quando quis dar ela não aceitou.
    Com o tempo, tudo passa, o mais complicado são os três primeiros meses, eu me lembro até hoje o dia em que a Giovana completou três meses, que alegria.
    Cante pra ela, tenha muuuuita paciência e siga o seu coração, mãe nunca erra porque amar nunca é errar.
    Beijos.

    Comentário por Andréa | 10/03/2009 | Responder

  9. a chupeta é otima, acalma e nao da problemas nos dentes
    minha Ticiana chupou até os 5 anos e aos 25 nao tinha nunha cárie ou necessidade de aparelhos, mas vá pelo seu sentimento.
    beijos

    Comentário por araci | 10/03/2009 | Responder

  10. Selma, o Fábio nunca quis usar chupeta, o que me deixou triste, pois percebi que o Gabriel e Melina acalmavam mesmo com ela, eu acho que vale a pena tentar de tudo para fazer um bebê parar de chorar…
    Beijos aos três!!!

    Comentário por monica | 10/03/2009 | Responder

  11. Olá Selma, aderi à chupeta quando meu filho foi internado com apenas 4 semanas por uma bronquiolite, e durante a internaçao teve que fazer algumas sessoes de aspiraçao pulmonar, só que quase sempre calhava com a hora de mamar, entao a própria enfermeira do hospital aonde ele estava, que era da minha total confiança, aconselhou a chupeta. No começo nao gostei, mas era isso ou mamar, tentar aspirar e vomitar. Conclusao: quando ele tinha dois anos e meio, um belo dia a chupeta caiu no vaso sanitário… ele ficou arrasado, mas o dedo estava lá, intacto… depois disso, adeus chupeta (que aliás, nao mata ninguém). Boa sorte e muita saúde pra sua filhota!

    Comentário por Lara | 10/03/2009 | Responder

  12. Sabe que não sou especialista nem mãe, mas lá vai o relato de um fato real: eu NUNCA usei chupeta. E não por crendice ou preconceito da minha mãr, mesmo pq a Carla usou. Eu simplesmente não aceitava. Era colocar na boca e a baby Camila cuspia a chupeta.
    Quanto ao fato de que é mais fácil tirar a chupeta do que o dedo, depende da criação. Tem criança que consegue o que quer de pai e mãe, aquelas que se jogam pra trás e grita, sabe como é? A chupeta pode ser tão difícil de tirar quanto o dedo, dependendo do poder da criança sobre os pais. Ou um belo dia ela simplesmente pode não querer mais!
    Não existem fórmulas nem regras. Seu coração saberá o que fazer.
    Bjs e parabéns pela linda bonequinha (uma miniatura da Nini! rs…)

    Comentário por Camila | 10/03/2009 | Responder

  13. Selma, vocês são muito catolicos e com certeza deve frequentar alguma igreja por aí, leve a Beatriz para benzer, ela é muito linda e é muito sensivel, comigo sempre funcionou e funciona até hoje.
    A Giovana chorava também assim e eu sempre a levava e levo ate hoje aqui na igreja de Aparecidinha e o Padre a benze.
    Peça para o Padre Roberto, da São Bento benze-la.
    Parece conversa de vó, mas é real, o mundo está cheio de pessoas más e a Beatriz é muito frágil e capta estas energias.
    Beijos

    Comentário por Andréa | 10/03/2009 | Responder

  14. Selma,

    com a Ana Clara não foi diferente, teve dias em que queria arrancar os cabelos…. Nós não queríamos que ela pegasse a chupeta mas quando ela teve estas crises de choro interminaveis em que não sabia o motivo coloquei sim a chupeta na boca dela. Algumas vezes ela aceitou outras não.
    É fato que ficou mais calma quando pegou, mas a maioria das vezes cuspiu e forçou ansia de vomito. Me disseram que é porque não dei a chupeta logo de cara, bem o fato é que decidi que se ela vier a pegar e isto deixá-la mais calma, paciência no futuro me preocupo com as consequencias.
    Ela está só no peito, mas a pediatra entrou com sucos aos 3 meses, frutas agora no 4 mes e também de instruiu a dar uma mamadeira de formula para ela ir se acostumando em caso de necessidade, mas já escutei me mil outra mães que isto é errado. Eu acho que não existe o certo e o errado, cada mãe acha o que é melhor para ela e para seu/sua filho/a.
    Bom também apelei para uma benzedeira, pois como diz minha mãer mau-olhado e quebrante acabam com a criança. Aí acho que vc pode ter um pouco de agua benta por perto ou pedir ao padre para abencoa-la.

    Comentário por Keila, Emerson e Ana Clara | 10/03/2009 | Responder

  15. Oi Selma…
    Eu para a Marcella dei logo a chupeta ja no hospital…
    A chupeta depois de um tempo pode ser dificil mas conseguimos tirar mas os dedos?????? Esses nao tem como tirar e estarão sempre ao alcance da boca…
    Beijao!!!!!!!

    Comentário por LUCIANA | 15/03/2009 | Responder

  16. Olá Selma…
    Bom…
    Como dentista sempre ouvi (na faculdade e no curso de ortodontia) que a criança necessita de sucção até os 2 anos de idade, e que a chupeta não era contraindicada… o que pra mim foi uma surpresa pois sempre ouvi aquelemito de que chupeta “faz mau pros dentes”
    A sucção exclusiva do peito ou da mamadeira não é suficiente pra criança… Ela precisa de algo mais…
    A chupeta não entorta os dentes.. se ela for ter problemas terá com ou sem chupeta… Isso depende mais de outros fatores que se vc quiser podemos conversar outra hora…
    Já na faculdade e principalmente no curso de ortodontia elea abominam o dedo… Primeiro motivo o dedo empurra o palato e os dentes da arcada superior… aí sim a criança tem imensas chances de ter problemas decorrentes do “dedo”… Mas isso não é uma ciência exata e vc ouvirá pessoas dizerem que o dedo é melhor, etc…
    Isso é apenas umparecer do que ouvi nos cursos que fiz…
    Mas como mãe eu usei a chupeta desde que o João nasceu… Acalmou e meu ajudou muito… e tbm fiz uso da amanetação exclusiva no peito até os 6 meses o que não foi nada fácil… mas resisti bravamente… E não me arrependo!!!!
    Força vc é uma guerreira!!!!
    bjos

    Comentário por Renata Roldi | 16/03/2009 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: