Sentada na Pia

Porque esse poderá ser o último recurso de um pai e uma mãe de primeira viagem na Coreia do Sul…

Reprograma

Que a natureza é perfeita, todo mundo já sabe. Tudo funciona como tem que funcionar, e com o corpo da mulher não é diferente. Mas… e quando o corpo muda mas a mente não acompanha a mudança na mesma velocidade? A maior dificuldade que eu sinto hoje é reprogramar a minha mente, porque deixei de ser a pessoa que eu era e passei a ser mãe em tempo integral, completamente abduzida por uma filhota linda, frágil, e que precisa de 100% de mim.

Mas… cadê a pessoa que eu era?

Eis a dificuldade: a tal pessoa vive tentando voltar à tona para respirar, e não consegue. Mas a natureza não deveria deixá-la inerte, hibernando pelo período necessário para atender a todas a exigências e carências da cria?

Talvez não. Como é que a Dna. Natureza iria saber que a mulher moderna iria sucumbir a tantos papéis diferentes na vida? Será que em função de tantos papéis deixados de lado é que nasceu a depressão pós-parto?

Comecei a pensar nas mulheres lá na Antiguidade, e também nas minhas tátaras, bisas e avós. Generalizando, elas foram programadas para serem mães e donas de casa. Será que elas também ficavam confusas, no momento da mais completa abdução? Ou simplesmente elas se resignavam ao novo papel de mãe, porque o espaço dentro da mente delas já estava preparado e a maternidade era clara como o dia? Tiro o chapéu para a mais completa resignação ao mama-arrota-troca fralda-mama-arrota de novo-faz dormir e assim vai o dia inteiro. Essa rotina é hipnótica e insana. Manter a sanidade mental é a chave de tudo. O grande desafio.

Esse início de maternidade para mim não foi fácil. Muitos altos e baixos. Ter que aprender algo novo, sem cartilha, e na base dos trancos e barrancos é algo que frustra. É difícil passar dias a fios quebrando a cara nesse aprendizado, e ainda terminar o dia com um sorriso de satisfação dizendo “puxa, aprendi algo!”, quando se tem um bebê chorando sem explicação. Reflexo da cobrança de se dar bem em tudo, em ser boa em tudo? Muito provavelmente.  

O bom é que todo dia é um novo dia, e as coisas ficam mais claras e um pouquinho mais fáceis. É bom quando eu aprendo a decodificar um choro incessante, e apaziguá-lo. Mas nos dias em que os hormônios resolvem brincar, tudo fica nublado e eu não consigo entender que a Beatriz quer mamar, esqueço que uma fralda tem que ser trocada, ou que já há muito ela deveria estar dormindo. Eu choro, ela chora, e o dia fica interminável. Só o Rê chegando para conseguir colocar meus pés no chão novamente.

Outra coisa boa? Cada tombo, cada frustração, cada lágrima vale MUITO a pena!

Anúncios

05/03/2009 - Posted by | colcha de retalhos

7 Comentários »

  1. Selma,
    você se acostuma, pode ter certeza.
    Um filho na vida da gente faz isso mesmo:mexe com todas as emoções juntas, ao mesmo tempo, na mesma hora.
    Você está sem ninguém da família aí por perto, e isso deixa as coisas um pouco lentas.
    Mas a Beatriz veio para você por algum motivo que com o tempo você vai descobrir.
    Como te falei, amor é isso, o que se sente por um filho.
    Ame-a e tudo o mais se resolve.
    Abraços

    Comentário por Isabel | 05/03/2009 | Responder

  2. Carminha meu bem ! Tudo passa.

    Comentário por marta | 06/03/2009 | Responder

  3. nesse campo nao tenho experiencia, mas… falando das nossas ancestrais: dependendo da origem, condicao social e etc, elas nao podiam “escolher” , e casavam com quem mandavam… ja pensou na depressao delas?? é so ler os romances de Jose de Alencar para ter uma ideia da tragedia!!Hoje nos temos a oportunidade de amar, ser amadas, e conseguir ( ou pelo menos tentar) programar a familia,… mas tudo tem um preco…e os hormonios nao evoluem!! Esses sim deviam evoluir e nos deixar mas em paz!!
    Estou longe da familia, como vcs… e querendo ou nao é o que doi… Pois imagino a sua alegria toda vez que essa fofa sorri, ou chora…( isso é saude!!), e os seus pais, sogros, amigos, e abelhudos nao pode ver, cheirar, abracar…a Alegria é tanta que precisamos dividir! Mas nao se sinta tao egoista! Estao todos muitos felizes.. e toda vez que vemos a foto dela, sabemos que ela esta bem, e que a sua Natureza vai te guiar ao caminho perfeito!!Pois mãe é mãe!! Fiquem com Deus e fique bem!!

    Comentário por Natalia | 06/03/2009 | Responder

  4. Querida filha, nora, aproveite cada seg. que esta acontecendo, pois apesar de cansativo,chegara o dia em que voce sentirá falta desses dias, pois o tempo passa depressa, e qdo acordamos vemos, que nossos filhos ocupam o nosso espaço em atitudes.

    Comentário por Renato | 06/03/2009 | Responder

  5. Selma, esse post é só para registrar (porque o vento leva as palavras): TUA FILHA É LINDA, SERENA, RISOLETA, UMA BONECA… e voce, como em tudo que vc faz, esta perfeita, ou seja: ESTA SENDO UMA MAEZONA… eu posso falar isso porque passei uma semana com vcs e como ja te disse, quando tiver meu nene, se eu for metade do que vc esta sendo, vixiiiiiiii ja ta bom d+! A Beatriz olha pra vc com um olhar apaixonado (e vice-versa)… é uma cumplicidade inexplicavel… uma admirando a outra!!! E quando o Re chega entao… ela fica louca… ô coisa boa ser amiga de vcs! Desculpe pelas 56485669676 Cocas Diet, tá?????

    Comentário por Tia Carla Dumas | 06/03/2009 | Responder

  6. Ô, menina… dá uma lida no que passei. Vou dizer o clichê para você: ISSO VAI PASSAR. Acredite e reze. (risos)

    Comentário por Alena Cairo | 06/03/2009 | Responder

  7. Selma…
    Parabéns pelo novo blog…
    O post de hj é perfeito… Como vc escreve bem…
    Maternidade é tudo que vc escreveu e mais um pouco ainda… Que a cada dia vamos descobrindo… Mas vc resumiu tudo na úlima frase… VALE MUITO A PENA!!!!
    Parabéns….

    Comentário por Renata Roldi | 07/03/2009 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: